Notícias - Parques, Praças e Praias

Participação da Audiência Pública, na ALERJ, a convite do Deputado Estadual Carlos Caiado.

A Audiência da Comissão de Saneamento Ambiental, presidida pela Deputada Lucinha, teve como tema os Investimentos em esgotamento sanitário na AP-4 (Barra, Recreio, Vargens e Jacarepaguá) e ampliação do sistema de abastecimento de água de Guaratiba, Santa Cruz, Campo Grande, entre outros bairros da Zona Oeste.

Abaixo o discurso que nossa Presidente proferiu na audiência:

Bom dia a todos

O Recreio do Bandeirantes é um dos mais jovens bairros do Rio de Janeiro e, por ter boa parte de sua área original alagada, permaneceu isolado durante muito tempo. Mas após começar efetivamente, sua ocupação o transformou no bairro que mais cresce nos últimos anos.

Contamos no Recreio com dois Parques Naturais Municipais, o Chico Mendes e o Marapendi, com a Alameda Sandra Alvim, a maior do Brasil, e ainda na orla, com uma vegetação de restinga que é protegida por lei. Ainda temos o Morro do Rangel e a Pedra de Itapoá, ambos tombados pelo Inepac.

Com todas essas características, o Recreio padece de um mal que assola a cidade do Rio de Janeiro e várias partes do Brasil: a falta de saneamento básico que possa contemplar todo o bairro.

Diuturnamente, nos nossos corpos hídricos, é jogado esgoto in natura e, a despeito de todos os esforços do Movimento de Despoluição do Canal das Taxas e de sua força-tarefa, precisamos que o Poder Público constituído entenda que, no Recreio, existem dois canais principais, o das Taxas e o Canal do Cortado, que promovem o esgotamento dos “Campos Alagados de Sernambetiba”, como a área era conhecida até a década de 1950. Temos ainda uma Lagoinha, a Lagoa das Taxas, que serve de regulador ao sistema de canais. Os canais e a Lagoinha se transformaram em verdadeiras latrinas a céu aberto, mas que, mesmo assim, ainda possuem vida, que depende desses corpos hídricos para sobreviver, como o jacaré do papo amarelo, capivaras e tantos outros que compõe a nossa rica fauna.

Além da defesa da fauna da região, a manutenção desses corpos hídricos evita que o solo se torne pantanoso. No momento, eles estão sendo assoreados pelo esgoto. Ou seja, o mesmo esgoto irregularmente lançado nestes canais e lagoa, que promove o crescimento irregular de gigogas, que deixa as proximidades com odor fetido, que prejudica a fauna, também promove o assoreamentos destes corpos, prejudicando a drenagem do solo.

O Recreio precisa, urgentemente, da universalização da coleta e tratamento de esgoto. Nós, moradores, aqui representados pela Associação de Moradores do Recreio dos Bandeirantes, a AMOR, da qual sou a Presidente, estamos fazendo a nossa parte, mas só a *vontade política* fará com que esse problema seja equacionado.

Sendo assim, venho a esta Casa hoje, na presença dos nossos ilustres Representantes eleitos, para pedir que o Recreio receba atenção na área do saneamento básico. As soluções precisam ser equacionadas com urgência, pois os problemas só crescem.

Agradeço a oportunidade que me foi dada de falar nesta tribuna, e o faço reforçando o pedido: olhem pelo saneamento básico dos *100 mil* moradores do Recreio.

Fale Conosco

Av. Genaro de Carvalho, 1878 - Recreio dos Bandeirantes - Rio de Janeiro - RJ, 22795-077, Brasil

(21) 2437-8446
Este endereço de email está sendo protegido de spambots. Você precisa do JavaScript ativado para vê-lo.
Segunda à Sexta: 9h às 12h - 13h às 17h

CNPJ: 304737970001-05

Acesso Restrito

Mantenha-se informado

Inscreva-se e receba nosso informativo sobre as atividades e ATAS das nossas reunião da AMOR.

Colabore por um Bairro melhor

Colabore apoiando ou criando demandas, participando das reuniões da Associação e se associando, pois assim você ajuda a construir um bairro melhor para se viver.